segunda-feira, 2 de agosto de 2010

Dicas de gramática

Dicas de gramática

Saiba como fazer a concordância
nominal da forma correta

DÍLSON CATARINO *
especial para o Fovest Online

Na língua portuguesa, existem conceitos e regras complicados, pelo menos ao cidadão comum, que não está acostumado com a utilização da língua padrão, e sim com a linguagem cotidiana, solta, despreocupada. Por exemplo, com qual segurança o indivíduo usaria a frase escrita acima? "... conceitos e regras complicados" ou "... conceitos e regras complicadas"? Como saber o certo? Vamos, então, aos estudos:

Quando dois ou mais substantivos forem qualificados por um só adjetivo, deve-se analisar se este funciona como adjunto adnominal ou como predicativo. Como chegar à resposta? Simples: substitua os substantivos por um pronome; se o adjetivo desaparecer com essa substituição, sua função será a de adjunto adnominal; se não desaparecer, será a de predicativo.

Por exemplo: "Existem conceitos e regras complicados". Substituindo os substantivos por um pronome teremos "Eles existem", e não "Eles existem complicados". O adjetivo desapareceu com a substituição; é, então, adjunto adnominal. Já na frase "Considero os conceitos e as regras complicados". Substituindo os substantivos por um pronome teremos "Considero-os complicados". O adjetivo não desapareceu; é, então, predicativo. E como qualifica o objeto direto, denomina-se predicativo do objeto.

ADJETIVO COMO ADJUNTO ADNOMINAL


Após os substantivos
Quando o adjetivo funcionar como adjunto adnominal e estiver após os substantivos, tanto poderá concordar com a soma destes quanto concordar apenas com o elemento mais próximo. Por isso a frase apresentada inicialmente tanto poderá ser escrita "Existem conceitos e regras complicados" quanto "Existem conceitos e regras complicadas".

ADJETIVO COMO ADJUNTO ADNOMINAL

ADJETIVO COMO ADJUNTO ADNOMINAL


Após os substantivos
Quando o adjetivo funcionar como adjunto adnominal e estiver após os substantivos, tanto poderá concordar com a soma destes quanto concordar apenas com o elemento mais próximo. Por isso a frase apresentada inicialmente tanto poderá ser escrita "Existem conceitos e regras complicados" quanto "Existem conceitos e regras complicadas".

Outros exemplos: "Ela escolheu coordenador e assistente péssima" ou "Ela escolheu coordenador e assistente péssimos"; "Encontrei colégios e faculdades ótimas" ou "Encontrei colégios e faculdades ótimos". O adjunto adnominal concordará apenas com o elemento mais próximo, se a qualidade pertencer somente a este (P. ex.: Comprei cerveja e carne bovina), se os substantivos forem sinônimos (P. ex.: Magoaram o povo e a gente brasileira) ou se formarem gradação (P. ex.: Foi um olhar, uma piscadela, um gesto estranho).


Antes dos substantivos
Quando o adjetivo funcionar como adjunto adnominal e estiver antes dos substantivos, concordará apenas com o elemento mais próximo. Por exemplo: "Existem complicadas regras e conceitos"; "Ela escolheu péssima assistente e coordenador"; "Encontrei ótimas faculdades e colégios".

Quando houver apenas um substantivo qualificado po

Quando houver apenas um substantivo qualificado por dois ou mais adjetivos, haverá duas possibilidades de construção: colocar o substantivo no plural e enumerar os adjetivos no singular, ou colocar o substantivo no singular e, ao enumerar os adjetivos, também no singular, antepor um artigo a cada um, menos no primeiro deles. Por exemplo: "Ele estuda as línguas inglesa, francesa e alemã" ou "Ele estuda a língua inglesa, a francesa e a alemã"; "As seleções brasileira, italiana e argentina estão prontas para o torneio" ou "A seleção brasileira, a italiana e a argentina estão prontas para o torneio".

ADJETIVO COMO PREDICATIVO


Com o verbo após o sujeito
Se adjetivo funcionar como predicativo do sujeito, este concordará com a soma dos elementos. Por exemplo: "A casa e o quintal estavam abandonados"; "A casa e o quintal, abandonados, foram invadidos pelos garotos"; "Abandonados, a casa e o quintal foram invadidos pelos garotos".

Com o verbo antes do sujeito

Com o verbo antes do sujeito
O predicativo do sujeito acompanhará a concordância do verbo, que tanto concordará com a soma dos elementos quanto com o mais próximo. Por exemplo: "Estava abandonada a casa e o quintal" ou "Estavam abandonados a casa e o quintal"; "Parecia perdida a garota e os irmãozinhos" ou "Pareciam perdidos a garota e os irmãozinhos".

ADJETIVO COMO PREDICATIVO DO OBJETO
É mais aconselhável concordar com a soma dos substantivos. Por isso o mais indicado é "Considero os conceitos e as regras complicados", "Tenho como irresponsáveis o chefe do setor e seus subordinados" e "Julgo culpados pela derrota o treinador e os jogadores". Há gramáticos, porém, que admitem a concordância apenas com o elemento mais próximo.

Pronto. Essa foi a primeira parte dos estudos da concordância nominal. Na próxima semana, continuaremos a matéria. Até mais ver.